Corpo de Luz

with Nenhum Comentário

Bem vindos ao primeiro post do ano!

Por estar bem sensível recentemente, com os “nervos à flor da pele”, tive vontade de escrever e compartilhar um tema delicado que me aconteceu na última semana. Há uns dias atrás comecei a sentir um ardor na pele, nas costas, e imaginei que tivesse sido um pouco de Sol a mais. Porém, como sou adepta do sol cotidiano, logo percebi que a área não estava vermelha de queimadura, e que o ardor passeava pelas costas, da cintura para a lateral, subindo em direção a espinha e depois descendo para a barriga na direção do umbigo. E nada visível aparecia…não doía porém incomodava.

20170219_164851

Após uns 5 dias, ao acordar, vejo umas erupções cutâneas vermelhas se espalhando e aumentando de tamanho e logo se transformaram em bolhas. Descobri então o Herpes Zoster. “Ótimo”, pensei, “mais uma experiência de Ser Humano. Estes  são os desafios de quem escolhe viver o caminho do coração. Vamos encarar o que isso quer me dizer”. Logo fui buscar na internet a metafísica da doença e pedi pro meu médico uma orientação do que fazer com aquela manifestação bizarra.

20170219_164937

.

Após conhecer melhor aquilo que se proliferava em mim era hora de mergulhar fundo na mensagem que o corpo me dava. Aos berros ele estava expurgando o que minha alma já vinha transformando há algum tempo. Questões relacionadas ao ego, ao medo, ao querer x fazer, a entrega. O mais louco foi ver a localização das feridas; elas fazem uma trilha que circunda apenas o lado direito, nascendo bem em cima da espinha , na altura do terceiro chakra, e vem até acima do umbigo, morrendo exatamente em cima dele. Na minha visão holística, o recado estava dado.

20170219_164952

 

Já é hora de se libertar da questões antigas e de girar no ciclo da ilusão, repetindo padrões de escolhas, não assumindo o que se quer de verdade e negando meus medos (inclusive medo de doença). O medo é exatamente de mim mesma, e não da doença. A doença é  a cura que o corpo  manifesta quando já não suporta mais tanto tormento emocional. O corpo fala e não mente jamais. Com isso a importância de se trabalhar a mente para se conhecer as emoções mais profundas e poder se limpar  e se curar deste grude que impregna nossa alma, e que nos afeta em diversas frentes. Indo além das nossas questões pessoais recentes, temos ainda as memórias guardadas de traumas de nossa infância, a carga de nossos ancestrais, e para quem acredita, o karma de outras vidas. Não é pouco, e é assim para todos; alguns querem se conhecer, outros não. Porém,  a emoção sendo extravasada ou não, continuará ali armazenada na alma e no coração. Até que um dia explode.

 

Como seguidora da filosofia taoista e da medicina chinesa, acredito que toda manifestação é positiva. Pois a realidade é dual, de polaridades, e toda a busca do Ser humano é pela unidade, pelo equilibrio dos polos. Aceitar o egoísmo como parte da humildade, a sombra como parte da Luz, assim como a doença como parte da cura é deixar de rotular as coisas como más ou boas. É abraçar todos os nossos aspectos, Yin / Yang, Shiva / Shakti. Por isso agradeço por esta experiência de dor enviada pelo Grande Mistério pois ela me traz também o prazer de me auto descobrir e transformar veneno em néctar. E assim posso renascer nesta vida  com um caminho mais claro.

E viva MahashivaratrI!!!!, até dia 24/2 estaremos celebrando a luz da consciência, a sombra de nossas almas vindo à  tona.

Que assim seja, Amém, Namaste.

Shiva shakti

Por: Trisha Martins

Deixe uma resposta